domingo, 16 de outubro de 2016

Amadorismo do PSOL: TRE pune propaganda de Edmilson Rodrigues


Úrsula Vidal e Lélio Costa: vetados pela juíza a pedido dos tucanos. Imagens da Internet.

Por Carlos Mendes, no blog Ver-o-Fato

As adesões dos candidatos Úrsula Vidal, Carlos Maneschy e Lélio Costa à candidatura de Edmilson Rodrigues provocaram uma enxurrada de recursos dos advogados do tucano Zenaldo Coutinho para que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) retire do ar, nos programas de TV e rádio, tanto as imagens como as palavras ditas pelos três apoiadores.

Zenaldo já conseguiu a primeira vitória. Em decisão tomada na sexta-feira, que o Ver-o-Fato publica com exclusividade, a juíza da 29ª Zona Eleitoral, Sandra Maria Castelo Branco, deu razão aos tucanos, determinado a retirada desse tipo de apoio por meio da TV e rádio. Alega a juíza que Úrsula e Lélio ultrapassaram o limite de 25%, dentro do horário de Edmilson, ferindo a lei eleitoral. 

A juíza advertiu que o partido de Edmilson, PSOL, terá de pagar multa de R$ 3 mil por cada programa veiculado, em caso de desobediência. 

Os advogados de Edmilson cumpriram a decisão, mas já recorreram, considerando-a um tipo de censura prévia. O recurso está com o juiz da corte eleitoral, Buchacra, que deve anunciar sua decisão a qualquer momento. 

Úrsula e Lélio estão fora do ar desde ontem, do programa principal de Edmilson. Maneschy ainda aparece, porque ainda não há decisão a respeito. Mas o PSDB também o quer bem longe do rádio e TV.


Veja, abaixo, a decisão de Sandra Maria Castelo Branco: