domingo, 11 de setembro de 2011

11 de setembro: O terror que se semeia, também se colhe.


Dois momentos na história da América.
O terrorismo não vê inocentes e todos são iguais para o terror.
Na América do Sul o Brasil em 1964 sofreu um golpe militar por conta dos "fundamentalistas" do capitalismo.
11 de setembro de 1973, Chile, Santiago, Salvador Allende o presidente legalmente eleito foi encurralado no Palácio La Moneda  e eliminado pelo terrorismo de Estado, patrocinado pelo Tio Sam, o fundamentalismo do capitalismo veio à tona com todo vigor e, inclusive, implementou a cartilha de mercado no Chile. O Palácio La Moneda bombardeado por Pinochet com apoio dos Estados Unidos da América do Norte, milhares de pessoas torturadas e fuziladas...
11 de setembro de 2001, EUA, Nova York, duas torres, com milhares de pessoas, foram alvos dos "fundamentalistas" religiosos que jogaram dois aviões sobre os prédios, causando uma comoção mundial.
A lição. Terrorismo mata sem piedade, nada justifica o terror, nada!
Com o terror nenhum lugar é seguro.
O terror que se semeia, também se colhe.

4 comentários:

elvira carvalho disse...

Nunca ouvi nada tão verdadeiro.
Um abraço e uma boa semana

Anônimo disse...

Uma verdade inconveniente.

Eduardo

Belém Debates disse...

Elvira,
A verdade ela tarda às vezes a se manifestar, mas ela tá aí.
Obrigado por visitar-nos.

Belém Debates disse...

Eduardo,
Mas... uma verdade.